Pontos Turísticos de SP Ilustram os Semáforos da Cidade e Servem como Veículos de Comunicação ao Redor do Mundo

Aqui em São Paulo temos cruzado em diversas ruas, semáforos que representam os principais ícones turísticos da cidade, como este abaixo, na Catedral da Sé.

 Foto: Reprodução/Pinterest  Ester Rebecchi

Foto: Reprodução/Pinterest Ester Rebecchi

A iniciativa de observação e alteração dos símbolos de semáforos, apesar de ser inédita no Brasil, não é nova. Walking Man Worldwide é uma série de instalações de artes públicas. É uma colagem fotográfica de ícones do tráfego de pedestres de cidades ao redor do mundo, que foi criada pelo artista Maya Barkai. 

tumblr_inline_o9t2yarufX1tk7sus_540.jpg

No ano passado, cruzamos com Walking Man em Buenos Aires! A instalação cobriu toda a área do Centro da cidade em múltiplas intervenções, caracterizada com uma combinação de ícones em escala humana e banners de semáforos que celebraram walkability na cidade.

Londres recentemente criou símbolos do mesmo sexo na celebração do orgulho gay em alguns semáforos de pedestres para comemorar o Festival LGBT no mês passado. 

tumblr_inline_o9t32x70SB1tk7sus_540.jpg

Um deles representa um homem acompanhado por um parceiro do mesmo sexo em um novo design que se acende durante as travessias de pedestres em torno de Trafalgar Square, em Londres. O casal junta as mãos e um coração se forma entre eles. 

A iniciativa, que foi apoiada pelo prefeito de Londres, vem em um momento particularmente significante para a comunidade LGBT na sequência do maior tiroteio em massa na história dos EUA em uma boate gay de Orlando.

(Este post foi retirado do nosso blog Inspiração)